Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados.

A fabricante chinesa Realme anunciou nesta quinta-feira (3) mais dois celulares para concorrer diretamente com a linha Redmi Note 9, . Os Realme 7 e 7 Pro trazem configurações interessantes, como tela Super AMOLED na versão Pro, 90 Hz de taxa de atualização e carregamento super-rápido, tudo isso por de US$ 200 (R$ 1 mil). Confira todos os detalhes dos smartphones.

Tela Super AMOLED e hardware interessante

O Realme 7 é equipado com uma tela IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução Full HD+ e 90 Hz de taxa de atualização, enquanto o 7 Pro traz um display Super AMOLED de 6,4 polegadas e 60 Hz de frequência. Segundo a empresa, a decisão de equipar a versão pro com essas configurações foi tomada considerando o feedback dos próprios consumidores, que disseram preferir um painel AMOLED de 60 hz a um LCD de 90 Hz.

De fato, isso permitiu à fabricante incluir um leitor de digitais sob a tela, além da função Always-on Display no smartphone mais potente, enquanto a versão tradicional possui um sensor de impressões digitais na embutido no botão Liga/Desliga.


Por dentro, o Realme 7 roda o chip MediaTek Helio G95, que é uma geração acima do G85 do Redmi Note 9, e trabalha com versões de 6 GB ou 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. Já o Realme 7 Pro é equipado com o Snapdragon 720 da Qualcomm, o mesmo que equipa o Redmi Note 9 Pro, e será comercializado com as mesmas opções de RAM e memória interna do irmão.

Quatro câmeras e carregamento super-rápido

Coincidência ou não, a Realme “comprou” uma briga dura com a Xiaomi no mercado indiano, mas ela possui algumas cartas na manga. A bateria da versão Pro tem 4.500 mAh com suporte ao carregamento super-rápido SuperDart de 65 W, o que é duas vezes mais rápido que os 30 W do Redmi Note 9 Pro. Segundo a empresa, a solução recarrega completamente o aparelho em apenas 34 minutos.

á o Realme 7 é equipado com uma bateria de 5.000 mAh, 500 mAh a mais que o irmão — provavelmente para compensar o maior consumo de energia da tela LCD de 90 HZ —. Ele conta com carregamento rápido Dart Charger de 30 W, quase o dobro do Redmi Note 9, o seu grande adversário. A promessa, aqui, é de recarregar o aparelho completamente em 64 minutos, o que ainda é uma marca muito boa.

Em relação às câmeras, ambos trazem um conjunto quádruplo na traseira, sendo uma principal de 64 MP, uma ultra grande-angular de 8 MP, uma macro de 2 MP e um sensor de profundidade também de 2 MP. Na frente, o Realme 7 possui uma câmera de 16 MP, enquanto o 7 Pro tem uma de 32 MP.

Preço e disponibilidade

O Realme 7 será comercializado inicialmente apenas na Índia a partir do dia 10 de setembro nas cores branco e azul. A versão com 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento sairá por 14.999 rúpias indianas (INR) (R$ 1 mil), enquanto a versão com 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento custará INR 16.999 (R$ 1,2 mil).